Lijit Search

sexta-feira, 15 de abril de 2011

natal de 1980 que dor

irmãos ele tratava como filhos e não como cachorro que era a maneira que ele me tratava, um dia eu e minha Irma estávamos brincando no quintal de policia e ladrão (qual a criança da minha época que não brincou de policia e ladrão) ele me pegou por traz pelo cabelo me jogou no chão me deu um chute nas costelas e gritou para todos ouvirem. Esse vagabundo safado esta querendo que minha princesa seja uma trombadinha como ele, isso é só uma brincadeira PAI disse minha Irma, brincadeira nada filha esse vagabundo ta com má intenção olha só a cara desse safado e me deu outro tapa. (nessa época eu já trabalhava e estudava e ele ainda me chamava de vagabundo) era um sábado e minha mãe estava trabalhando e eu e minha Irma estávamos sós com nosso pai meus irmãos estavam na rua jogando bola coisa que ele me proibia os finais de semana pra eram sofridos porque ele não me deixava sair de casa e ainda me acusava de só andar com más companhias, como se eu trabalhava em uma floricultura das 10 h às 17hs e entrava na escola as 19 h e nos finais de semana ele me proibia de sair de casa. Nesse mesmo ano no natal foi um dos dias mais tristes de minha vida, meu pai mandou todos para a casa da minha tia que era em outro bairro com a intenção de fazer uma surpresa para todos, menus um. “eu”
Ele montou uma arvore de natal linda com bolas estrelas e tudo mais, luzinhas piscando na porta para nós que éramos todos crianças foi a coisa mais linda que já tínhamos vistos, quando nós entramos em casa na arvore de natal tinha um monte de presentes para todos, para meus irmãos para minha Irma para minha mãe, menos pra mim ele falou, falou não gritou que eu não merecia presente porque eu fui muito ruim no ano que estava acabando e que por esse motivo ele não comprou nada.
Nossa eu quis morrer de tanta tristeza corri para casa do meu amigo que até hoje é como um irmão pra mim e ele me abraçou e falou, pode ficar com essa bola que eu ganhei do meu tio é meu presente pra você não liga pras coisas que seu pai fala e faz ele é louco!
Isso tudo foi no dia 24/12/1980 na noite de natal.
No dia seguinte acordamos tarde por volta das 10 da manhã minha mãe não estava em casa quando foram 12 hs elas apareceu e entrou direto para o quarto com uma sacola do MAPPIM antigo magazine que era naquela época como as casas Bahia de hoje, depois de um tempinho ela me chamou e me entregou o misterioso cara quase fui à loucura era um trenzinho elétrico Lino maravilhoso todos meus irmãos ficaram com inveja mais todos nós brincamos, minha mãe realmente era um anjo, depois quando já era adulto fiquei sabendo que ela fez um financiamento e ficou um ano pagando aquele trenzinho minha MÃE era minha rainha.

Amanhã contarei como foi a minha adolescência e como me tornei homem

Nenhum comentário: